top of page
Buscar

Médica influencer, que 'informava' sobre câncer, HIV e bem estar em vídeos, é desmascarada nas redes

Atualizado: 14 de out. de 2023

Dalya Karezi foi condenada a dois anos de trabalhos comunitários após se declarar culpada por se passar por médica em vídeos - g1

Dalya Karezi, a falsa médica das redes — Foto: reprodução/tiktok


Tome muito cuidado com quem você aprende aquela receitinha de shot matinal de cúrcuma ou de chá de banana 'seca gordura'.


Uma australiana, que quase colocou no chinelo o personagem real Frank Abagnale, Jr. - vivido nos cinemas por Leonardo DiCaprio em 'Prenda-me se For Capaz' -, ao se passar por médica, dando dicas de saúde a pessoas em vídeos no TikTok.


Dalya Karezi, que se trajava como uma profissional de saúde e abordava temas como HIV e câncer em seus conteúdos, se declarou culpada e foi condenada a uma ordem de correção comunitária de dois anos no Tribunal Local de Downing Centre, em Sydney, informou o Yahoo. Ela também foi condenada a pagar uma multa de US$ 8.400 (cerca de 43 mil reais pela cotação atual).

Apelidada de “Dr.Dalya.s” no Instagram e no TikTok, Karezi admitiu ter se vestido com uniformes falsos e revelou que não estava autorizada a dar aconselhamento médico legal a ninguém.

Usando sua principal plataforma nas redes sociais, onde acumulou 243 mil seguidores no TikTok e 20 mil no Instagram, Karezi deu conselhos de saúde sob o pretexto de ter diplomas avançados em medicina e cirurgia, segundo os documentos judiciais.


Karezi também chegou ao ponto de assinar seus e-mails e cartas escritas como RMO (médico residente) e VMO (médico visitante) – dando mais detalhes falsos à carreira de sua 'personagem'.


O Daily Mail informou que Karezi enviou uma carta de desculpas ao magistrado que supervisiona seu caso, onde ela afirma que está “chorando e ainda lutando” para saber como chegou a esse ponto.


“Enquanto escrevo esta carta, estou chorando e ainda lutando para ver como cheguei a esta posição porque isso é muito estranho e nunca pensei que estaria nesta posição”, escreveu a agora ré.


“Assumi a responsabilidade pelas minhas ações e sei que não há desculpa para as minhas ações”, continuou o pedido de desculpas de Karezi.


“Sinto vergonha e me odeio todos os dias. Ter que contar à minha família e amigos sobre minhas ações foi extremamente humilhante. Compreendo as graves consequências das minhas ações e lamento verdadeiramente o que fiz”, completou.


Dalya é uma refugiada do Iraque que chegou à Austrália com apenas oito anos, em 2001, e tinha uma ficha aparentemente limpa.


Ela fazia sucesso entre a comunidade iraquiana e, Sydney, que acreditavam que a criminosa era especialista em saúde da mulher, segundo o The Sun.

Comments


bottom of page