top of page
Buscar

Miguel, um gênio de 8 anos que reside em Mirante do Paranapanema

Atualizado: 6 de nov. de 2023

Miguel Rosa dos Santos é recebido pela diretoria da Unesp - com O Imparcial - Coluna Sinomar

Ele representou todo o oeste paulista na 20ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia promovida pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações em Brasília (DF), onde recebeu a medalha de prata na edição agosto/setembro do Caça Asteroides.


Miguel Rosa dos Santos, 8 anos, mora com a família em Mirante do Paranapanema e visitou a FCT/Unesp antes de viajar para a capital federal. Ele é apaixonado por ciência, física e tecnologia e possui altas habilidades.


Antes de receber o prêmio do governo federal, por ter detectado 44 asteroides, foi reconhecido pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica e pela Nasa.


Acompanhado da mãe, Josiane Luzia Mendonça dos Santos, esteve no campus da Unesp de Presidente Prudente para receber o troféu de honra ao mérito das mãos da diretora da FCT, Profa. Dra. Cristina Baron, e para apresentar seus robôs ao Prof. Dr. Angel Pena, supervisor do Centro de Ciências, que é físico e tem experiência em orientar jovens superdotados.


Desde os 4 anos, Miguel cria robôs, circuitos elétricos e brinquedos movidos à energia solar e a bateria. “É satisfatório montar, gosto de construir coisas”, comenta.


Diagnosticado com autismo e TDAH, quando mais novo, descobriu um problema cardíaco, e na tentativa de encontrar um hobby que não exigisse esforço físico, Miguel começou montando blocos e quebra-cabeças e o interesse foi se expandindo. “Sou muito fã de ciência, tenho um minilaboratório em casa”.


A mãe, que é professora, buscou se especializar no assunto, para que a família possa ajudá-lo a alcançar seus objetivos. Hoje,


Miguel afirma querer ser engenheiro aeroespacial. “Ele é o nosso foguetinho, alavancou e não para mais”, brinca Josiane. (Fonte: FCT Unesp)

Kommentare


bottom of page