top of page
Buscar

MP apura denúncia de irregularidades a pacientes de saúde mental no HR

Atualizado: 20 de out. de 2023

Promotoria de Justiça de Presidente Prudente (SP) recebeu uma representação, a partir de comunicação anônima, e a fiscalização ocorreu nesta quarta-feira (18). - Com G1 Prudente

Polo de Atenção Intensiva (PAI) à Saúde Mental de Presidente Prudente (SP) — Foto: Gelson Netto/g1


O Ministério Público do Estado de São Paulo (MPE-SP) realizou, nesta quarta-feira (18), uma fiscalização no Polo de Atenção Intensiva (PAI) à Saúde Mental do Hospital Regional (HR) de Presidente Prudente (SP) para apurar supostas irregularidades no atendimento aos pacientes.


O MPE-SP informou ao g1 que recebeu uma representação, a partir de comunicação anônima, relatando as supostas irregularidades. Sendo elas:

  • Ausência de tratamento respeitoso com pacientes;

  • Ocultação dos crachás pelos funcionários;

  • Ausência de fornecimento de vestimentas, para troca;

  • Disponibilização de atendimento psicológico apenas uma vez por semana;

  • Ociosidade dos pacientes, em razão da falta de terapia ocupacional ou disponibilização de atividades que auxiliem na inserção social;

  • Ausência de banho de sol.

Por fim, a promotoria de Justiça afirmou que “as providências serão tomadas a partir do laudo do parecer técnico que será elaborado pela Assessoria Técnica do Ministério Público”.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde informou que, até o momento, o HR não foi notificado oficialmente a respeito do motivo da fiscalização e ressaltou que o PAI em Saúde Mental está funcionando normalmente e a instituição está à disposição para os esclarecimentos que forem necessários.

Comentários


bottom of page