top of page
Buscar

Muneyuki Funada deixa legado por sua atuação em Venceslau e região


A morte de Jorge Muneyuki Funada, neste domingo (16), aos 91 anos, foi destacada pela imprensa regional. O corpo de Muneyuki foi sepultado nesta segunda-feira, 17, no Cemitério São João Batista, em Presidente Prudente.


Seu passamento consternou a todos que tiveram a prazer de sua convivência.


Fui um deles quando precisei de seus préstimos como advogado numa causa ligada a minha atividade profissional no jornalismo.


Muneyuki era simples no trato com as pessoas, aptidão herdada dos seus pais. Era o quinto de cinco irmãos e quatro irmãs, filhos dos imigrantes japoneses Mampei Funada e dona Kimi.


Nascido na zona rural de Santa Cruz do Rio Pardo, Muneyuki migrou com a família para a região de Presidente Prudente, onde iniciou atividades comerciais, culminando tempos depois com abertura dos refrigerantes Funada.


Na vida acadêmica, Muneyuki cursou a faculdade de Direito, em São José dos Campos, cidade onde permaneceu por um tempo, elegendo-se, inclusive, vereador e tendo sido presidente da Associação Nipônica. Por lá, atuou como advogado na empresa Kanebo, uma tecelagem japonesa e que por muitos anos foi também patrocinadora e incentivadora do Beiseball no Brasil. Muneyuki atuou ainda como assessor da siderúrgica Usiminas.


Em 1964, a família de Muneyuki adquiriu a revenda dos veículos Willys, em Presidente Venceslau, e ele foi o escolhido para mudar para a cidade e dirigir a empresa, que depois virou a concessionária Ford.


Em Presidente Venceslau, interagiu-se rapidamente com a comunidade, abriu a primeira academia de judô da cidade nos anos 70, dedicou-se à divulgação da filosofia Seicho No Ie, presidiu a AREA (Associação Recreativa e Esportiva Agrícola), a Associação Comercial e foi eleito vereador, em 1968. Nos anos 80, abriu em Presidente Venceslau uma indústria de estruturas metálicas e equipamentos agrícolas.


Em 2015, após o falecimento de sua esposa Tamiko, Muneyuki se mudou para Presidente Prudente.


Por um período antes de sua mudança para Prudente, Muneyuki foi colaborador do jornal Tribuna Livre, assinando uma coluna com abordagens sobre vários assuntos da colônia japonesa no Brasil.


Da sua união com dona Tamiko, nasceram seus três filhos: Ceci, Ciro e Cely, todos criados em Presidente Venceslau.

Comments


bottom of page