top of page
Buscar

Não seja um cristão 007



“Contudo, muitos dentre as próprias autoridades creram nele, mas, por causa dos fariseus, não o confessavam, para não serem expulsos da sinagoga; porque amaram mais a glória dos homens do que a glória de Deus.”

João 12:42-43


Gostaria de iniciar esse devocional com uma pergunta: “você crê em Jesus como seu único e suficiente Senhor e Salvador?”


Se você já passou pelo batismo, certamente já respondeu a essa pergunta em público, não é?


Particularmente, considero esse momento como o mais marcante de uma pessoa, pois marca o nascimento dela para Deus.


Se você já esteve em um momento como esse, sabe do que estou falando.


O mais interessante é que nos vemos cheios de alegria e nos sentimos fortes, em Jesus, para levar o Evangelho às pessoas de forma exponencial. Realmente, nos vemos no primeiro amor, em que dedicamos ao Senhor nossos dias em oração, estudo da Bíblia e jejuns, além de não sentirmos vergonha ou medo algum em dizer, abertamente, às pessoas, sobre a nossa fé.


Porém, infelizmente, com o passar do tempo, começamos a nos ver desanimados e, muitas vezes, com vergonha de abrir a nossa boca e confessar que amamos à Deus e somos seus filhos.


Isso é muito triste. Porque, ao invés de a cada dia sentirmos mais prazer e caminharmos na autoridade que nos foi dada, nos acovardamos por medo de nos sentirmos rejeitados pela sociedade.


Arrisco em dizer que talvez esse seja o maior “medo” de um ser humano: sentir-se sozinho e rejeitado.


No texto de João, vemos que muitas autoridades que viveram no tempo de Jesus creram Nele. Porém, por medo de serem expulsos da sinagoga, não confessaram que Jesus é o Cristo.


E então gostaria de fazer-lhe outras perguntas: “você já se sentiu assim? Já deixou de confessar o nome de Jesus por medo de ser “expulso” de um grupo de amigos ou, até mesmo, da sua família?”


Se sua resposta para essas questões foram “sim”, quero encorajar você a sair dessa página da internet com a convicção de que nunca mais irá negar o Senhor por medo do que vão dizer ou pensar sobre você.


Quando Jesus estava na cruz, despido, sangrando e com todos os seus pecados sobre Ele, não teve vergonha de você. Quando foi humilhado, rejeitado, questionado ou posto à prova, não pensou em “voltar atrás” do único meio de salvar a humanidade.


Por isso, independente do que pensem a seu respeito, não deixe de afirmar quem é Jesus para você. Lembre-se do que diz em Mateus 10:32-33: “Quem, pois, me confessar diante dos homens, eu também o confessarei diante do meu Pai que está nos céus. Mas aquele que me negar diante dos homens, eu também negarei diante do meu Pai que está nos céus.”


Não tenha medo ou mesmo vergonha. Saia de trás do muro e proclame a todos a sua volta que Jesus é o Senhor. Não se deixe tornar, com o tempo, um cristão 007, o qual se molda aos padrões do mundo para que ninguém perceba sua fé.


Seja a Bíblia que o mundo irá ler e afirme o mesmo que Paulo disse: “Não me envergonho do evangelho” (Romanos 1:16).


Ore comigo: Senhor, perdoe-me por, em muitos momentos, não dizer aos outros sobre o Senhor. Perdoe-me por ter deixado com que o medo da rejeição tomasse o lugar da autoridade e ousadia que o Senhor me deu. Quero ser como luzeiro que ilumina o que está ao redor. Quero ser a diferença por onde eu for e não ter medo de dizer quem tu és. Obrigado(a) pelo teu sacrifício e por não ter tido vergonha de mim, mesmo com todos os meus erros. Espírito Santo, ajude-me a não perder as oportunidades que aparecerão no meu dia para proclamar a Sua Verdade. Flua através da minha vida de maneira sobrenatural.

Em nome de Jesus, amém!

Comments


bottom of page