top of page
Buscar

O valor do sorriso


Eu estava desanimado naquela manhã de segunda feira. Havia dormido mal a noite. Tinha vários pacientes em estado grave internados no hospital e o Covid 19 havia ceifado a vida de milhares de pessoas inclusive de um amigo querido. Portanto cheguei no plantão com extremo mal humor já imaginando que teria um dia terrível para atravessar...Mas já na portaria da Santa Casa fui recebido com um esfuziante bom dia e um sorriso lindo das recepcionistas. E o sorriso penetrou em meu ser e tocou minha alma com uma sensação tão intensa, tão profunda, que, de repente, surgiu em mim redobrado ânimo para vencer as adversidades e cumprir meu trabalho naquele momento. Assim acontece quando nos recebem com sinais de alegria estampados no rosto. O sorriso tem o mágico poder de transformar nossos sentimentos da tristeza e da mágoa para a esperança, potencializa nossos bons propósitos, transmite esperança e nos valoriza como seres humanos. O riso de uma criança, inocente e sincero, nos enleva e o do ancião nos acalma e nos traz paz. E sorrir é muito importante não só para aqueles que estão à nossa volta mas também para nós mesmos. Se você não sabe lhe digo que quando sorrimos movimentamos todos os músculos da face e liberamos endorfinas que são fundamentais para nosso bem estar. Além disso o sorriso nos deixa muito mais simpáticos e acessíveis, nos aproxima bastante das outras pessoas, abre portas, oferece oportunidades, mostra o amor que temos em nossos corações e por consequências nos torna mais queridos. Um sorriso “quebra o gelo”, permite confidências e transforma as opiniões que possam ter de nos. Um sorriso franco e caloroso é capaz de finalizar inimizades e, principalmente, estreitar relacionamentos para todo o sempre. Quem tem o riso nos lábios e a alegria em suas manifestações é sempre bem-vindo e bem aceito e pode com um simples gesto mudar o instante, o dia e a vida de muitas pessoas. Mais do que isto, quem sorri vive mais, mais intensamente, porque valoriza mesmo os pequenos momentos e mais tempo pois sem o estresse libera menos adrenalina e, então, tem o coração e o cérebro mais sadios e resistentes às intempéries.


Desta forma sorrir é fundamental, é dádiva, algo contagiante que faz um bem danado para si e para os outros, alivia o coração, desafoga a alma e recoloca harmonia e pacificação no lugar da irritação e do mau humor. Aquele que sorri com certeza é benção entre nós e portador da mensagem de Deus que nos diz “Ama a teu próximo”!


Mesmo quando estamos aflitos, quando a dor nos atormenta, quando a injustiça paira sobre nossas cabeças devemos buscar forças no nosso âmago para sorrir de tal forma que nosso sofrimento se transforme em aprendizado, nossa luta em vitória e nossa vida em exemplo!


(*) O autor é médico e membro da Academia Venceslauense de Letras

Comments


bottom of page