top of page
Buscar

Onda de calor deve impactar consumo de energia elétrica; veja dicas de economia

Atualizado: 20 de set. de 2023

Equipamentos como ar-condicionado, geladeira, bebedouro de água e até ventilador demandarão mais energia nos dias quentes que marcarão próximas semanas - Por O Imparcial

Janelas e portas devem ficar fechadas enquanto ar-condicionado estiver ligado


A Energisa Sul-Sudeste informou que equipes da concessionária estão em alerta por conta da nova onda de calor extremo prevista para as próximas semanas no país. Na área em que a empresa atua, há cidades cujos termômetros podem chegar na casa dos 40 ºC nos próximos dias. De acordo com informações do Grupo Storm, empresa parceira no monitoramento do clima, a onda de calor pode ser considerada um dos efeitos do El Niño, que favorece essas ocorrências climáticas com maior frequência e intensidade. Com as altas temperaturas previstas, o impacto do calor elevado também deve ser notado na rotina de consumo de energia das pessoas.


O coordenador de Eficiência Energética da Energisa, Thiago Peres de Oliveira, explica que o calor é um fator preponderante no aumento do consumo de energia. “Aparelhos de ar-condicionado e ventiladores ligados por mais tempo, geladeiras e refrigeradores trabalhando na potência máxima, e até máquinas de lavar acionadas mais vezes para dar conta da demanda de roupas sujas. Tudo isso faz com que o consumo de energia aumente em quase todas as residências”, analisa.


Para exemplificar essa variação, Thiago cita o uso de um aparelho de ar-condicionado. “Um equipamento que ficava ligado seis horas nos outros meses do ano, por exemplo, vai demandar mais energia para deixar o ambiente fresco nos dias mais quentes. Ou seja, ainda que o hábito da família não mude, é possível que haja um aumento de consumo exclusivamente por conta do calor”, expõe.


Assim como o ar-condicionado, outros equipamentos de refrigeração como geladeiras, bebedouros de água e até ventiladores, demandam mais energia nos dias quentes.


Evite sustos

“Ao adotar hábitos de consumo consciente, a família evita o desperdício de energia e susto no orçamento ao final do mês”, afirma Thiago, que dá dicas simples para administrar bem o consumo de energia nesses dias de calor intenso.


Para o ar-condicionado, 23 ºC é indicado para qualquer ambiente. A dica é sempre manter as janelas e portas fechadas enquanto o equipamento estiver ligado.


Em relação aos ventiladores, esses aparelhos não resfriam o ambiente, então não devem ser deixados funcionando em ambientes vazios, pois desperdiçam energia.


Quanto às geladeiras e freezers, é preciso conferir se a borracha de vedação está em boas condições. Não é aconselhável forrar as prateleiras com plásticos ou panos, porque isso atrapalha a circulação interna do ar. Não se deve guardar alimentos e líquidos quentes. É necessário ainda regular o termostato para o funcionamento correto da geladeira e, por fim, evitar abri-la toda hora sem necessidade.


Sobre o chuveiro, o conselho é “dar férias” para um dos vilões do consumo de energia. Na hora do banho, usar a posição “verão” ou aproveitar o calor intenso para se refrescar com a temperatura do chuveiro no modo “desligado”.


Mais dicas de economia estão disponíveis em www.descomplicador.com.br. Em caso de dúvidas, o consumidor pode falar com a Energisa pelos canais de atendimento: site www.energisa.com.br; Gisa no WhatsApp (www.gisa.energisa.com.br); ou pelo 0800 70 10 326.

Kommentare


bottom of page