top of page
Buscar

Polícia Civil de Álvares Machado esclarece homicídio e apreende dois adolescentes

Com Assessoria

Foram apreendidos nesta manhã (04) dois irmãos, ambos adolescentes, identificados como autores de homicídio qualificado consumado na noite de 20 de fevereiro de 2024, no bairro São José, em Álvares Machado/SP. Os adolescentes, de 16 e 17 anos, foram apreendidos pela Polícia Civil durante operação policial que também resultou na apreensão de celulares.


A vítima, de 57 anos, foi atingida por golpes desferidos com barra de ferro e pedaços de madeira.


As investigações desencadeadas pela Polícia Civil possibilitaram esclarecer histórico de desentendimentos e ameaças entre os agressores e a vítima, fatos originados em desacerto ao tráfico de drogas. Foi apurado que a vítima era usuária de drogas e teria enviado quantia em dinheiro aos adolescentes, todavia, não teria recebido o entorpecente para consumo.


Na data dos fatos, durante a noite, os adolescentes saíram à procura da vítima, visando “acerto de contas”, ao que permaneceram no bairro São José e encontraram o desafeto enquanto retornava de botequim, oportunidade em que os menores espancaram a vítima com barras de ferro e pedaços de madeira, fugindo em sequência.


A vítima permaneceu caída em via pública e foi socorrida ao Hospital Regional de Presidente Prudente/SP, onde morreu horas depois em decorrência de politraumatismo.


Diante dos robustos elementos de informação, a Polícia Civil ofertou Representação ao Poder Judiciário para expedição de mandados de apreensão dos adolescentes e buscas e apreensão domiciliar. Munidos dos competentes mandados, policiais civis diligenciaram até os imóveis residenciais respectivos onde apreenderam os irmãos infratores.


Os adolescentes responderão pela prática de ato infracional análogo ao crime de homicídio duplamente qualificado pelo motivo torpe, eis que atrelado ao tráfico de drogas e pelo emprego de meio cruel. As apreensões tem prazo de 45 dias. Os adolescentes serão encaminhados para a Fundação Casa de Irapuru/SP.


A ação de campo contou com o auxílio da Polícia Militar de Álvares Machado/SP.

Comments


bottom of page