top of page
Buscar

Polícia investiga 'Jogo do Tigrinho' por suspeita de esquema de pirâmide

Game de apostas é ilegal no Brasil. Segundo a Polícia Civil, três pessoas tiraram a própria vida após perderem suas economias. - Com G1

Após a operação que mirou a influenciadora digital Skarlete Mello, que promovia o 'Jogo do tigrinho', conhecido como 'Fortune Tiger', a Polícia Civil do Maranhão agora investiga se há mais vítimas do jogo de azar, que é ilegal no Brasil e já causou prejuízos financeiros a usuários.


O delegado-geral da Polícia Civil, Jair Paiva, afirma que há suspeita de que o jogo esteja ligado a um esquema de pirâmide financeira. Nesse tipo de esquema, pessoas são recrutadas para participar com promessa de retornos elevados. Porém, para que os rendimentos sejam pagos, é preciso que outros membros entrem no grupo, que aportam dinheiro e progressivamente atraem ainda mais integrantes. Até o momento, a suposta pirâmide financeira ainda é tratada apenas como hipótese. “A Plataforma Tiger é um jogo proibido no Brasil. Temos informações de que várias pessoas tiveram prejuízo. As investigações seguem e, se for confirmada a existência de um esquema de pirâmide financeira, os envolvidos serão devidamente responsabilizados”, declarou o delegado. O que é o Fortune Tiger Fortune Tiger é um jogo de cassino online do tipo caça níquel, que promete ganhos em dinheiro. Porém, como em outros jogos de azar, pessoas tendem a perder dinheiro na plataforma.

Segundo a polícia, o sistema do Fortune Tiger é hospedado fora do país e não possui registro ou representantes no Brasil. "Recebemos denúncia de pessoas sendo remuneradas para estimular os consumidores a acessar jogos online que oferecem serviços não autorizados. Daí, quando você convida alguém para participar, ajuda a impulsionar o engajamento em uma plataforma ilegal e, eventualmente, pode ter participação na ilegalidade. Um indicativo é que os influenciadores são pagos", afirmou o superintendente da SEIC, Augusto Barros, que participou da operação no Maranhão que investiga o jogo. Casos de suicídio após perdas no jogo Em outros casos, os prejuízos foram tão grandes que levaram os jogadores a tirar a própria vida. À TV Mirante, o delegado Pedro Adão, que participa das investigações sobre o Fortune Tiger, confirmou que existem pelo menos três casos como esse no Maranhão.

"Nós tivemos no Maranhão o registro de três suicídios decorrentes de pessoas que começaram a jogar esses joguinhos eletrônicos, perderam uma grande quantidade de dinheiro e acabaram por ceifar suas próprias vidas. Então a gente começou a investigar esses digitais influencers com atuação no Instagram que divulgam constantemente esses jogos e incitam as pessoas a jogarem, que acabam perdeu seu dinheiro. São jogos que foram feitos para tirar o dinheiro das pessoas" Um dos casos aconteceu no município de Formosa da Serra Negra, no interior do Maranhão. Rafael Mendes, de 17 anos, cometeu suicídio no dia 10 de setembro.

Rafael era jogador de futebol e teria aplicado no Fortune Tiger cerca de R$ 50 mil que tinha recebido de herança da mãe. Ele perdeu tudo, segundo o delegado Brito Júnior, titular da delegacia de Formosa da Serra Negra. Semanas antes, a socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), da cidade de Pastos Bons, Jaciaria Borgens, também teria tirado a própria vida por causa de um prejuízo provocado pelo 'Jogo do Tigrinho'.

De acordo com o delegado Francisco Taveira, Jaciara recebia uma quantia em dinheiro do marido, que mora em São Paulo, com a esperança de construir uma casa. No entanto, ela teria feito várias apostas com o dinheiro no Fortune Tiger e perdeu tudo.

Comments


bottom of page