top of page
Buscar

Policial Militar de Mirante do Paranapanema é pai de criança superdotada

Com Revista Crescer e 42º BPM/I

O Cabo PM Ricardo Rosa do 42º Batalhão de Polícia Militar do Interior, que trabalha na cidade de Mirante do Paranapanema, é pai do menino Miguel Rosa de 8 anos, que recebeu na última sexta-feira dia (20), o prêmio do Programa Caça-Asteróides, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do International Astronomical Search Collaborations (IASC/NASA Partner), na cidade de Brasília/DF.


“Foi a primeira vez que ele participou e encontrou 44 asteroides preliminares”, conta, orgulhosa, a mãe dele, Josiane dos Santos, 42. Miguel faz parte da sociedade restrita de alto QI.


Quando descobriu que existia uma sociedade para pessoas de alto QI, foi o próprio Miguel que, mesmo muito jovem, teve o interesse de saber se poderia entrar. A família foi atrás e ele fez o teste, que resultou em um QI de 133, nível de pessoas consideradas superdotadas. O menino sonha em ser engenheiro aeroespacial.


“Ele diz que vai levar o homem para colonizar Marte e que vai revolucionar e melhorar a qualidade de vida das pessoas”, diz Josiane. “Pela capacidade que ele já tem hoje, acreditamos que ele vai, sim, fazer uma grande diferença para a sociedade, tendo um futuro brilhante e promissor”, espera.


O garoto é autista e luta contra uma cardiopatia.


“O Miguel tem arritmia supraventricular e comunicação no septo interatrial. Ele teve duas paradas cardíacas, além das arritmias, hipoglicemia, o que fez com que ele precisasse de várias internações”, diz a mãe. Os intervalos acabaram impactando na vida escolar do menino.


Commentaires


bottom of page