top of page
Buscar

Professor Heitor Ribeiro dá dicas e orientações para quem vai prestar o Enem 2023

Nos últimos dias que antecedem exame, docente recomenda que estudantes foquem nas matérias e temas que representam suas maiores dificuldades; confira na reportagem outras sugestões - O IMPARCIAL

Heitor mantém o perfil “Não Perca a Cabeça” (@naopercaacabeca) no Instagram e no Youtube


Com o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2023 batendo às portas, estudantes da região e de todo o país estão ansiosos e se preparando para o desafio de encarar horas de prova. Para auxiliar nesse processo, a reportagem de


Em conversa, o professor Heitor Ribeiro , que compartilhou dicas e orientações para os vestibulandos que desejam obter um bom desempenho no exame. Heitor mantém o perfil “Não Perca a Cabeça” (@naopercaacabeca) no Instagram e no Youtube, ambos canais voltados à preparação de estudantes para o Enem e outros vestibulares. (O Imparcial)


Evitar o desespero


Para início de conversar, o professor Heitor Ribeiro enfatiza a importância de o estudante não entrar em desespero com o que não foi estudado até agora.


Segundo ele, é fundamental aproveitar ao máximo as últimas aulas na escola e eventos que possam surgir, mas sem se sentir pressionado por aquilo que não foi possível revisar. “Na reta final isso é muito importante. Mas não pode deixar a pressão bater. É uma prova na sua vida e não ‘a prova de sua vida’. Caso não tenha um bom desempenho terá outras oportunidades”, pontua o docente.


Focar na redação


Nos últimos dias que antecedem o Enem, Heitor recomenda que os estudantes foquem nas matérias e temas que representam suas maiores dificuldades. Além disso, segundo ele, a redação merece atenção especial: “entender a estrutura da redação e praticar a escrita é fundamental para obter um bom resultado”, observa o professor.

Como o tempo é limitado, não é possível revisar todos os conteúdos abordados ao longo dos três anos do ensino médio. Portanto, o professor Heitor sugere uma revisão seletiva, concentrando-se em áreas que são frequentemente abordadas no Enem. Isso permite otimizar o tempo de estudo. “Uma revisão em alguns conteúdos que mais caem. Tudo é muita coisa. A bagagem geral foi dada em três anos, não tem como refazer tudo em poucos dias”.


Estratégia de brainstorm


Uma estratégia recomendada por Heitor é o uso do brainstorming (tempestade de ideias), que ajuda na organização da redação e torna o processo de escrita mais eficiente. O objetivo da técnica é gerar uma grande quantidade de ideias relacionadas a uma pergunta específica, estimulando a criatividade e a inovação no desenvolvimento do tema. Posteriormente, as ideias devem ser analisadas e as mais promissoras selecionadas para a escrita da redação. “A estratégia de brainstorm é indicada principalmente para organizar a redação e deixar a estratégia da escrita mais rápida, até porque o tempo é fundamental na prova”, ressalva o docente.


Como se preparar para a redação


Para se preparar para a redação, Heitor sugere levar alguns repertórios com os quais o aluno já esteja familiarizado. Faça testes com diferentes abordagens usando esses repertórios. “Fazer alguns testes com diferentes eixos com estes repertórios. Treinar a conclusão com alguns elementos-chave e ter confiança na reta final também é importante”, orienta o docente.


Quanto ao tema da redação, Heitor pontua que os estudantes estejam preparados para escrever sobre uma variedade de assuntos. Ele aponta que temas relacionados a grupos sociais vulneráveis, como idosos e crianças, questões relacionadas à Justiça brasileira e à violência nas escolas ou contra as mulheres são comuns. No entanto, ele enfatiza que saber o tema antecipadamente não é tão relevante quanto estar preparado para abordar qualquer tema e propor soluções para ele.


“A verdade é que saber o tema não salva o aluno. O mais importante é estar preparado para escrever sobre qualquer tema e propor uma solução para ele”, finaliza o professor Heitor Ribeiro.

Comments


bottom of page