top of page
Buscar

Quais são as regras para se exercitar quando você está doente?

Com Terra

Em meio a desafios de saúde, mal-estar, dor de cabeça e desidratação são alguns sinais que muitas vezes ditam a necessidade de uma pausa nas atividades físicas. É importante prestar atenção ao que o corpo está dizendo e dar a ele o descanso que precisa para se recuperar.


Para não confundir procrastinação com fraqueza é importante avaliar o estado de desejo em realizar a atividade. O educador físico Roberth Resende, conta que quem tem o hábito de se exercitar ao menos duas vezes por semana, cria uma consciência corporal capaz de identificar quando as coisas realmente não estão normais.


“Quando estamos com algum mal-estar, a mente deseja fazer o treino, mas o corpo não tem forças o suficiente”, explica o profissional. 


O profissional destaca quais sintomas precisam ser levados em consideração antes do treino:


Indisposição além do que você tem o costume de sentir;

  • Enjoo;

  • Fraqueza muscular;

  • Excesso de fadiga respiratória; 

  • Dores na região peitoral ou coluna;

  • Tontura.


Roberth aconselha que se faça uma comparação do estado físico atual com o da semana retrasada, ou quando a pessoa estava se sentindo bem. Analisar a resistência respiratória, força física e disposição é crucial para identificar o mal-estar. 


Em casos de gripes e resfriados, ao primeiro sinal de melhoria, retomar com as atividades de forma leve e moderada, respeitando o corpo e não exigindo muito dele é o recomendado. 

Em casos de problemas de saúde em que foi gerada uma desidratação, como infecção intestinal seguida de vômitos e diarréia, o recomendado é ficar o próximo dia inativo e repondo o líquido perdido, fazendo uma boa ingestão de água.

bottom of page