top of page
Buscar

Saúde de PV avalia índice de infestação de mosquito para combate da dengue

Com Assessoria


A Secretaria Municipal de Saúde de Presidente Venceslau, vinculada à Prefeitura, divulgou nesta semana as informações sobre a Avaliação de Densidade Larvária (ADL) realizada na primeira quinzena de janeiro de 2024.


Através do levantamento, são verificados os dados de infestação do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue e outras doenças, na área urbana de Presidente Venceslau. Os índices de referência da avaliação são de 0 a 0.9 (satisfatório), 1 a 3.9 (em alerta) e acima de 4 (situação de transmissão ou emergência).


Após o trabalho executado por onze agentes de combate de endemias, o índice verificado em Presidente Venceslau foi de 1.47, arredondado para 1.5, o que mantém o município em alerta sobre a proliferação do mosquito transmissor da doença.


A última ADL realizada em Presidente Venceslau havia sido desenvolvida em outubro de 2023, resultando no índice de 1.2.


Conforme a equipe da Secretaria Municipal de Saúde, os maiores focos do aedes aegypti foram encontrados em materiais inservíveis nos quintais, como latas de tinta, bacias, garrafas e demais objetos que poderiam ser descartados pela população por meio da distribuição de caçambas em pontos referenciados pelas unidades de saúde do município, atualizados e divulgados semanalmente nas redes sociais da Prefeitura.


Além dos materiais inservíveis, também foram destacados os focos encontrados em bebedouros de animais. Segundo a equipe do Núcleo de Controle de Endemias, estes recipientes devem ser higienizados e a água deve ser trocada constantemente, de modo a impedir a formação de criadouro do aedes aegypti.


Recomendações


Para evitar o aumento do número de focos e a formação de uma epidemia de dengue, a Secretaria Municipal de Saúde solicita aos munícipes redobrar a atenção com seus quintais e terrenos, a fim de manter espaços limpos e sem recipientes que possam acumular água.


Com ações simples no dia a dia, o munícipe pode contribuir para a redução do número de focos do aedes aegypti na cidade:

 

  • Mantenha a caixa d'água, tonéis e barris de água sempre fechados;

  • Retire os pratinhos de plantas ou complete-os com areia;

  • Limpe piscinas e reservatórios de água com frequência;

  • Mantenha vasos sanitários tampados;

  • Remova materiais e objetos que possam acumular água do quintal;

  • Acondicione os resíduos domésticos em lixeiras tampadas;

  • Providencie a limpeza periódica de seus terrenos;

  • Troque a água do bebedouro dos animais diariamente e higienize o recipiente com frequência;

  • Use as caçambas disponibilizadas pela Prefeitura para realizar o descarte de itens como baldes, bacias, madeira, ferro, objetos de plástico e similares.

 

O combate contra a dengue é dever de todos nós. Faça a sua parte para que possamos vencer este mal.

bottom of page