top of page
Buscar

Suspeita de atear fogo em ônibus é identificada e presa

Com Assessoria

Na noite de ontem (23), um ônibus coletivo de Presidente Prudente foi consumido pelas chamas quando estava parado no terminal urbano da região leste, localizado na Avenida Tancredo Neves. O motorista do coletivo narrou que havia estacionado o ônibus para ir ao banheiro e, ao sair, se deparou com três pessoas nas proximidades, que disseram a ele para ficar quieto, pois iriam atear fogo no coletivo, em decorrência da morte de um “colega” ali do bairro. No ônibus não havia passageiros.


Em seguida, os investigados entraram no ônibus, lançaram gasolina e atearam fogo, fugindo em seguida, contudo soube-se da aquisição da compra de R$ 25,00 de gasolina em um posto de combustíveis. Essa informação permitiu que se chegasse à autora de 38 anos de idade.


O combustível comprado foi entregue ao irmão do um homem falecido naquele mesmo dia no Residencial Vida Nova Pacaembu 3. Na continuidade das diligências, a Polícia Militar localizou a autora que, declarou ter, de fato, comprado a gasolina e entregue a dois maiores de idade, ambos com 21 anos e para um adolescente de 16 anos de idade.


A autora e o adolescente foram apresentados pela Polícia Milita no Plantão Policial de Presidente Prudente, onde após os procedimentos de polícia judiciária, ratificou-se a participação da maior de 38 anos, a qual foi indiciada pelo crime de Incêndio, previsto no Atr. 250, do Código Penal e passará por audiência de custódia. Já o adolescente negou ter participado do crime, sendo ouvido e liberado mediante termo à sua responsável.


Um inquérito policial foi instaurado e tão logo as investigações sejam concluídas, o procedimento policial será encaminhado à justiça.

bottom of page