top of page
Buscar

Um mês para o Enem 2023: o que ainda dá tempo de fazer para ir bem na prova?


Falta exatamente um mês para 3,9 milhões de candidatos encararem as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2023). Aplicado em dois domingos seguidos, nos dias 5 e 12 de novembro, o exame contará com 180 questões objetivas, no total, e uma redação.


Mas, com tão pouco tempo até as provas, fica a pergunta: o que ainda dá tempo de fazer para ter sucesso no Enem? Segundo professores de cursinhos ouvidos pelo Terra, nessa reta final é hora de dar aquele último gás nos estudos, com a realização de provas anteriores, por exemplo, mas também de cuidar da saúde mental e física para chegar emocionalmente bem no grande dia.


Confira a seguir algumas dicas traçadas com a ajuda de Claudio Falcão, diretor executivo dos sistemas Anglo e pH, e Heitor Ribeiro, coordenador do Curso Anglo, de como se preparar nesses últimos 31 dias até o Enem 2023:


Refaça provas anteriores

Nesse mês, refaça as provas dos últimos três, quatro ou cinco anos do Enem como simulados, dentro do mesmo tempo que você terá no dia do exame. Além de ajudar a conhecer melhor o estilo das questões e saber a estratégia de prova que vai usar, você conseguirá identificar quais conteúdos tem mais dificuldade e precisam ser revisados.


Depois de terminar o simulado e verificar quais questões errou e se foi porque não domina o assunto, inclua esses conteúdos no seu planejamento de estudos semanal.


Defina uma estratégia

Estabeleça quais estratégias vai usar para fazer o exame e aplique nos simulados para confirmar se esse caminho realmente funciona para você.


Defina, por exemplo, por qual matéria vai começar a prova; qual disciplina ficará por último; se vai alternar as disciplinas ou fazer todas as questões de uma mesma matéria de uma vez; se vai iniciar pela redação; se vai responder as questões fáceis primeiro e as difíceis depois; em que momento fará uma pausa; entre outros pontos importantes.


"A estratégia vai depender muito de como o estudante lida com as provas antigas. O ideal é ele entender que não existe um caminho das pedras. Há vários caminhos e ele pode escolher aquele que for mais adequado à realidade dele", afirma o coordenador do Curso Anglo.


Pratique redação

Escreva o máximo de redações possível nesse período levando em conta o estilo pedido pelo Enem: o texto dissertativo-argumentativo. Conforme os professores, mais importante do que acertar o tema da redação, é saber estruturar o texto com a introdução, o desenvolvimento e a conclusão e com coesão e coerência.


Depois de escrever uma redação, peça para um professor corrigi-la. A partir disso, veja quais são os seus erros e tente não repeti-los nos próximos textos. 


Também revise conteúdos de história, filosofia e sociologia, por exemplo, que podem ajudar na argumentação da redação. 


Assista a série e filmes

Você pode usar esse último mês de preparação para assistir a séries, filmes e documentários. Além de serem uma forma de lazer, podem ajudar como repertório nas questões e redação do Enem.


Confira alguns filmes indicados por Luan Ramos de Aquino, professor de Língua Portuguesa e Redação do Colégio Rio Branco, e por Thiago Braga, autor de Língua Portuguesa do Sistema de Ensino pH:

  • Cidade de Deus;

  • O ano em que meus pais saíram de férias;

  • O que é isso, companheiro?

  • Tropicália

  • Que horas ela volta?

  • Carandiru;

  • Bacurau;

  • Ilha das Flores;

  • 7 prisioneiros;

  • Pureza;

  • Okja; e 

  • Parasita.

Cuide da sua saúde mental e física

A 31 dias do Enem, é fundamental que você mantenha a rotina que já estabeleceu ao longo do ano, inclusive de cuidados com a saúde mental e física. 


"Nesse período, o estudante não pode abrir mão de fazer outras coisas para somente mergulhar nos estudos. Isso pode ter um custo muito alto no dia da prova", afirma Claudio Falcão.


Por isso, é essencial continuar com atividades físicas, ter uma alimentação saudável, dormir bem e separar momentos para relaxar e fazer outras atividades que gosta. 


Outra dica é começar a diminuir a frequência nas redes sociais. "Tentar controlar o uso, principalmente quando estiver faltando 15 dias, uma semana para o Enem. Isso pode gerar mais ansiedade, além de tirar bastante o foco do estudante, que passa muitas horas ali", pontua Falcão.

Comments


bottom of page