top of page
Buscar

Vila com dezenas de casas 'some do mapa' após queda de barranco no Amazonas

Comunidade foi afetada pelo fenômeno de "terras caídas", que acontece principalmente no período de seca dos rios no estado; uma criança morreu no desmoronamento. - Com G1

Uma grande erosão foi formada no lugar onde antes existiam ruas, casas, escolas e igrejas de uma pequena vila chamada Arumã, no interior do Amazonas. O lugar ficou destruído após um barranco desabar e deixar um morto, feridos e desaparecidos.


A comunidade rural pertence ao município de Beruri, que fica a 173 quilômetros de Manaus, e "sumiu do mapa" após ser afetada por um deslizamento de barranco causado pelo fenômeno de "terras caídas", que acontece principalmente no período de seca dos rios no estado. De acordo com os Bombeiros, o desastre natural atingiu mais de 40 casas e afetou cerca de 200 pessoas. Até o momento, há confirmação da morte de uma criança e quatro desaparecidos, sendo três soterrados e uma pessoa no rio. Além de pessoas que ficaram feridas.

Antes do cenário de devastação, a vila, assim como muitas cidades e comunidades ribeirinhas do interior do estado, tinha um pequeno porto e uma orla cercada com construções coloridas. Agora tudo se resume em um grande buraco com lama.

O caso

O fato aconteceu no sábado (30). Conforme relatos de moradores, todos viviam a rotina tranquila de um fim de tarde, até que o deslizamento de terra iniciou e muitos sentiram um forte tremor. Quem conseguiu se proteger correu em direção à floresta.

“As pessoas se abrigaram na mata e, pela parte da manhã de hoje [domingo], já foram resgatadas, com ferimentos leves, que estão sendo atendidas", explicou o subtenente Emerson Silva, responsável pela 2ª Companhia do Corpo de Bombeiros de Manacapuru, cidade da região metropolitana da capital.

Uma base dos Bombeiros foi montada na Comunidade São Lázaro, que fica ao lado do local atingido, para coordenar os atendimentos e resgate.

Comments


bottom of page