top of page
Buscar

Vizinhos denunciam e PM prende 3 por agressão a mulheres em Prudente

Suspeitos foram detidos entre a tarde de sábado e a madrugada de ontem; casos distintos ocorreram nos bairros Ana Jacinta, Brasil Novo e Jardim Iguaçu - Com O Imparcial

Três homens foram presos em Presidente Prudente, entre a tarde de sábado e a madrugada de ontem (26), acusados de terem agredido suas esposas, em casos distintos, registrados nos conjuntos habitacionais Ana Jacinta, Brasil Novo e no Jardim Iguaçu.


Equipes da Polícia Militar atenderam as ocorrências após serem acionadas por vizinhos das vítimas. Os três indivíduos permaneceram à disposição da Justiça.


Na madrugada de ontem, um motorista de aplicativo, 30 anos, foi preso em flagrante por lesão corporal, violência doméstica, além de descumprimento de medida protetiva de urgência, após agredir sua mulher, 34 anos, no Ana Jacinta. De acordo com boletim de ocorrência, o acusado deu socos na cabeça e apertou o pescoço da vítima, que pediu socorro aos vizinhos, os quais acionaram a PM.


No local apontado pelos denunciantes, os oficiais foram recebidos por uma menina de 9 anos, que informou que sua mãe foi agredida pelo padrasto, e que ele “queria matar a mãe”. Somente após a chegada de uma outra filha da vítima, que autorizou o arrombamento de um cadeado que trancava o portão, foi que os policiais tiveram acesso ao interior da residência, onde localizaram a mulher e o acusado. Ambos foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil, onde o caso foi registrado e o homem foi detido.


Outros casos

No Jardim Iguaçu, um gráfico, 36 anos, também foi preso em flagrante, na noite de sábado, depois de agredir a esposa, 34 anos, com socos na cabeça e no rosto, além de suposta tentativa de enforcamento. Ao chegar o local, os PMs foram informados pela vítima que, após ser atacada pelo esposo, este teria deixado a residência do casal com a filha deles, de apenas seis meses.


Durante a condução do acusado à delegacia, este teria ficado alterado e tentado agredir um dos PMs, o qual também teria sido ameaçado de morte pelo suspeito. Foi arbitrada fiança no valor de R$ 1,5 mil, a qual não foi paga, tendo o autor permanecido detido. Quanto à filha do casal, esta foi deixada aos cuidados da irmã do gráfico, com autorização da vítima.


Ainda no sábado, no fim da tarde, no Brasil Novo, mais uma mulher, 21 anos, foi agredida por um ajudante geral, 49 anos. Segundo o BO, depois de uma discussão, o homem, com uma faca em punho, teria ameaçado a vítima de morte e “apertado seu pescoço”. Ele também foi levado para a delegacia, onde permaneceu preso.

Comments


bottom of page